Tema

Frevo no Auto do Reino de Ariano

“O maior bloco do mundo homenageando o maior escritor do mundo”. Isso é Pernambuco.

Ei, pessoal... Vem, moçada! Abram alas que, em 2014, é a vez do frevo e da literatura se unirem para homenagear um dos ícones mais nobres da cultura nordestina. Para o seu 36º desfile, que acontece no dia 1º de março, o Clube das Máscaras O Galo da Madrugada escolheu como personagem tema o escritor, dramaturgo e poeta Ariano Suassuna, autor de inúmeras obras conhecidas por todo o Brasil. Os mais de dois milhões de foliões que acompanham o maior bloco do mundo, pelas ruas do Centro do Recife, no tradicional e tão aguardado Sábado de Zé Pereira, podem aguardar um desfile repleto de elementos da obra desse filho ilustre do Nordeste, criador de clássicos como "O Auto da Compadecida", "Uma Mulher Vestida de Sol" e "A Pedra do Reino".

Embora nascido na capital paraibana, em 1927, e vivido a infância no sertão de Taperoá – no mesmo Estado -, não seria incorreto chamá-lo, também, de recifense, já que Ariano habita a capital do frevo desde 1942, quando tinha apenas 15 anos. Hoje, aos 86 e com uma bagagem repleta de inúmeros - e merecidos - títulos e reconhecimentos, nacionais e internacionais,  pela sua contribuição à cultura brasileira (entre eles, a ocupação da cadeira de número 32 da Academia Brasileira de Letras, desde 1990), o filho de D. Cássia Villar e S. João Suassuna recebe, dentro em breve, uma homenagem, quem sabe, entre as mais expressivas de sua trajetória, já que irá vir do povo, para quem o escritor  dedicou toda a sua arte e a quem ele sempre buscou representar em suas obras.

Formado na Faculdade de Direito, no Recife, em 1950, Ariano viu falar mais alto sua paixão pela arte e pela cultura e não viu outra saída a não ser abandonar a advocacia, poucos anos depois formado. A arte brasileira só lucrou com isso: professor de Estética na Universidade Federal de Pernambuco (1956), membro fundador do Teatro Popular do Nordeste (1960) e do Conselho Federal de Cultura (1967), um dos precursores do "Movimento Armorial" (1970). Tal como contar, um a um, os foliões que tomam as ruas bairros de São José, Santo Antônio, Boa Vista e afins, no Sábado de Carnaval, seria enumerar todas as contribuições desse paraibano “parabucano cabra da peste" para a história, o desenvolvimento e a manutenção da cultura em Pernambuco e no Brasil. Está aí, inclusive, uma característica em comum com o Galo, que também mistura a sua própria história com a defesa e a propagação das manifestações culturais típicas da nossa terra.

O presidente do Galo da Madrugada, Rômulo Meneses, afirma que a idéia do tema em homenagem a Ariano não é nova, mas surgiu em meados do ano passado. A sugestão, apresentada por um dos diretores do Galo (André Gallindo), ficou guardada para ser posta em prática no momento certo, o Carnaval 2014. “Resolvemos partir para essa temática por conta da grandeza da obra de Ariano Suassuna e da sua própria pessoa, seu estilo regional que faz questão de manter e sua inteligência digna dessa homenagem que não é a primeira nem, certamente, será a última", explica Rômulo Meneses.

Felizes com a escolha do tema, Ary Nóbrega e Cid Cavalcante, cenógrafo e figurinista do Galo da Madrugada, respectivamente, garantem que trabalhar Ariano Suassuna na estética do desfile 2014 do Galo será como mergulhar no próprio tesouro cultural do Nordeste. "Ariano é riqueza em todos os sentidos, pela obra literária, que, por si só, já nos proporciona realizar grande viagens no segmento do desenho e da imaginação através de tantos personagens por ele criado. É uma estética que tem muito a se explorar; difícil mesmo é, depois, fazer uma seleção do que colocar na Avenida, mas é muito melhor um tema assim, rico, do que um com pouco a se explorar", destaca Ary. A homenagem irá contar, ainda, com um CD de frevo, que contará com a participação de vários dos principais compositores e intérpretes do Estado.

Assim como o Galo da Madrugada, que fez o frevo pernambucano romper as barreiras do Rio Capibaribe e do oceano atlântico e passando a ser conhecido (e "curtido", antes mesmo da febre "facebook") por foliões de todos os confins do Brasil e do mundo, Ariano também contribuiu para que a vida e as histórias do homem nordestino, por meio de seus romances, poemas e peças teatrais, fossem conhecidas e devidamente valorizadas por terras longínquas. A prova maior, certamente, está no célebre "O Auto da Compadecida", adaptado para a TV e o cinema. O criador dos inesquecíveis "João Grilo" e "Chicó" fez, num só clássico, expectadores de todo o país conhecerem e se alegrarem com a linguagem, os costumes, a alegria - mesmo em meio às necessidades - e, porque não dizer, a malandragem de um povo tão simples, porém tão rico em sua cultura.

Quem sabe esteja, justamente, nessa naturalidade e espontaneidade o interesse daqueles que vêm de fora - ou que apreciam, de lá mesmo - o que temos de tão precioso em nossa cultura. Com o maior bloco do mundo também não é diferente: a ausência de divisórias, cordas de isolamento e roupas padronizadas, mas, tão somente, a liberdade para que o folião faça uso da sua criatividade, ao som de um ritmo quente e eletrizante, o frevo, já são bastantes para que o sucesso do bloco, a cada ano, seja garantido. Sucesso que foi parar no Guiness Book. Um espetáculo feito não apenas para ver, mas, principalmente, para que se venha fazer parte.

Ariano de lá, com seu "Romance d'A Pedra do Reino" e "O Santo e a Porca"; misturando cordel, novela e folguedos populares em histórias sempre protagonizadas por personagens inspirados na cultura nordestina. O Galo de cá, com o seu frevo, o rei da festa, dando espaço também para outras pratas da casa como o caboclinho e o maracatu, envolto de um mar de foliões fantasiados, coloridos, apaixonados. Uma combinação mais do que perfeita. Uma fusão mais do que aguardada. Uma homenagem mais do que merecida. Uma celebração à riqueza cultural do nosso povo! Que venha logo o Sábado de Zé Pereira... a cultura nordestina e a nacional anseiam e agradecem.

Setembro 2017
D 2a 3a 4a 5a 6a S
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30


Camisa Oficial Galo da Madrugada 2017
Guerreiros do Frevo


 



Tulipa do Galo da Madrugada